Infância e Juventude, Improbidade Administrativa e Educação lideram ranking de denúncias, diz Ministério Público do Amazonas

Segundo o MP-AM, a ampliação do atendimento pelos os meios digitais, facilitou o acesso do público à instituição.

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) informou, nesta terça-feira, que o relatório estatístico do 3º Trimestre deste ano, realizado pela sua Ouvidoria-Geral registrou quase o dobro de denuncias e que os assuntos mais demandados pela população foram a Infância e Juventude, com 15,08%, e a Improbidade Administrativa, que liderava o ranking no trimestre anterior e caiu para segundo, com 14,22% do total de manifestações recebidas. Destacam-se, ainda, as demandas das áreas de Educação, com 11,55%, e Meio Ambiente, com 11,35% .

Segundo o MP-AM, a ampliação do atendimento pelos os meios digitais, facilitou o acesso do público à instituição. Em relação aos números dos municípios Estado, a capital lidera o ranking de manifestações, com 79,20%. Em seguida aparecem os municípios de Iranduba, com 2,96%, e Coari, com 1,43% do total.

O Relatório Estatístico Trimestral de Atividades dos meses de julho, agosto e setembro de 2021 foi apresentado ao Colégio de Procuradores no dia 18 de outubro e demonstra quais as áreas mais procuradas pela sociedade, além do significativo aumento no número de atendimentos realizados pelo setor – quase o dobro em relação ao semestre anterior, informou o MP-AM.

De acordo com a Ouvidora-Geral do MP-AM, Jussara Pordeus, os dados do relatório revelam “a relevante atuação desta Ouvidoria-Geral, constituindo-se como autêntico canal para simplificar e facilitar o acesso da população ao Ministério Público, fortalecendo o exercício da cidadania e consolidando a democracia participativa”.

FONTE: 18 HORAS

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: